Meu Pé de Laranja Lima

Um filme de Marcos Bernstein
Uma produção PASSARO FILMS

O Filme

Estreia 19/04/13

A Passaro Films traz uma nova adaptação cinematográfica do livro “Meu Pé de Laranja Lima”, de José Mauro de Vasconcelos.

Zezé, quase 8, vive com sua família pobre no interior. Seus pais são operários e ele é o quarto de cinco irmãos, todos simples, de pouca instrução. Mas Zezé é diferente. Ele é sensível, ele é precoce, ele é um pequeno contador de histórias. Ele é um problema!

Afinal, seu esporte favorito é transformar sua casa e a vizinhança num cenário para suas traquinagens. E elas não são poucas. Mas, como além de sua irmã Glória, que nele reconhece uma alma especial, ele não tem nenhum aliado, Zezé sofre as mais impiedosas surras. Para sobreviver a isso, Zezé usa sua enorme imaginação.

Ele conversa com um passarinho que mora dentro de seu peito; leva seu irmão menor para passear num fantástico zoológico no fundo do quintal de casa...

Mas seu último refúgio é talvez a mais singela, porém a mais bela de suas fantasias: seu Pé de Laranja Lima, uma pequena árvore a quem dá o nome de Minguinho. É com ela que desabafa coisas ruins que lhe acontecem, que comemora uma boa novidade ou que divide suas travessuras secretas.

Porém tudo piora quando seu pai fica desempregado. O pouco diálogo cessa, a mãe está sempre cansada de fazer hora extra, a comida fica mais rala. E a surras de um pai frustrado pioram. Zezé resolve então fazer a coisa mais arriscada do mundo (!): surfar no pára-choque do carro em movimento de Manoel Valadares, o ‘portuga”, a mais temida figura de seu bairro.

Zezé tenta e é imediatamente flagrado, levando uma tremenda palmada. Juntando o ódio por seu pai e a humilhação sofrida, Zezé jura vingança ao seu mais novo inimigo número um...

Mas, de onde menos se espera, surge a mais bela das amizades. Uma amizade em que Manoel Valadares dará a Zezé o carinho e a compreensão que tanto lhe elude, e em que Zezé dará a Manuel um mundo de fantasias e criatividade que nunca imaginou possível.

Uma história de amor e amizade tocante como o mais improvável dos encontros.

Direção: Marcos Bernstein.

O roteirista de
‘Central do Brasil’ e ‘Chico Xavier’.

Curiosidades

Diretor

“Meu Pé de Laranja Lima” é o segundo filme de ficção de Marcos Bernstein, o primeiro foi o premiado “O Outro Lado da Rua” (2004) com Fernanda Montenegro e Raúl Cortez. Roteirista consagrado, Marcos é conhecido por sua parceria com o cineasta Walter Salles, com quem trabalhou em “Central do Brasil” (1998) e “Terra Estrangeira” (1996).

Além de filmes de autor, Marcos foi envolvido em projetos mais comerciais como a série de TV “A Cura” com Selton Mello, exibida pela TV Globo e blockbusters como “Zuzu Angel” (2006) e “Chico Xavier” (2010).

Carro

Um carro revolucionário para sua época e atravessou a vida dos franceses de 1934 até 1957. O carro ‘traction avant’ foi usado em vários filmes na cinematografia francesa e também o carro oficial das forças armadas francesas dos anos 40 extremamente resistente. José de Abreu adorou dirigir o carro durante as filmagens.

Autor

O autor da obra de mesmo título do filme, José Mauro de Vasconcelos, escreveu o livro baseado em sua própria biografia. Ele é o Zezé, personagem principal de “Meu Pé de Laranja Lima”.

Na época do lançamento do livro, José Mauro foi duramente criticado por seus colegas de profissão por se tratar de uma obra muito comercial, em uma época em que escritores eram considerados intelectuais.

A Obra

Publicado em 1968, o livro “O Meu Pé de Laranja Lima” completa 45 anos no ano de 2013 e é até hoje um dos livros mais vendidos na história do Brasil. Foi traduzido para 12 línguas e publicado em 19 países. Do livro foram feitos um filme em 1970 que levou aos cinemas mais de 7 milhões de espectadores, além de 3 novelas de grande sucesso: TV Tupi (1970); Rede Bandeirantes (1980 e 1998).

Locação

O filme foi rodado na Zona da Mata Mineira, no distrito de Abaíba que pertence a cidade de Leopoldina. Este belíssimo local e seus arredores revelaram e emprestaram toda a imagética bucólica, charmosa e simples do universo interiorano ao filme “Meu Pé de Laranja Lima”.

Nota doDiretor

Marcos Bernstein

A grande maioria de filmes não infantis que possui crianças como protagonistas conta histórias sobre adultos que têm suas vidas mudadas ao conhecerem e se afeiçoarem a essas crianças. “Meu Pé de Laranja Lima” é diferente. É o contrário.

Fala da vida de uma criança muito imaginativa, que se refugia da incompreensão e falta de afeto em seu mundo imaginário, e que terá sua vida mudada ao conhecer um adulto que o entende e que tenta participar desse seu universo especial. E, assim como o livro e o roteiro, que foram construídos para valorizar e se aproveitar disso – contando a história de Zezé através do seu olhar, de sua percepção –, também foi a direção.

Dessa forma, o filme é tão mais silencioso, pálido, quanto mais Zezé se sente alienado, excluído do mundo. E é mais vibrante, dinâmico, ruidoso, quanto mais Zezé está em seu processo de amadurecimento, de conhecimento de si próprio e de integração a um mundo hostil. É mais opaco e fixo na frustração de sua casa e mais ágil e colorido no mundo que se descortina na rua, no desconhecido, em suas fantasias.

Assim, o tom mais prateado, mais fechado, que acompanha Zezé em suas frustrações diárias, vai dando lugar a um tom sutilmente mais quente, mais carinhoso, nas aventuras de Zezé, em seus encontros com as pessoas que lhe trazem conforto.

Mas, mais que tudo, a contenção nas imagens e nos sons do dia a dia dão lugar a cores e planos vibrantes e inesperados, a músicas arrebatadoras, que surgem e impregnam a tela cada vez que Zezé embarca em uma de suas fantasias que o leva para bem longe de seu cotidiano.

“Meu Pé de Laranja Lima” é, portanto, feito do contraste desses pequenos momentos da vida diária com imagens que adquirem um tom quase épico sob o olhar de Zezé em suas fantasias. Um “épico intimista”, onde o espectador se emocionará com o olhar carinhoso sobre os personagens e se deslumbrará com a grandeza e emoção da imaginação de Zezé.

Fotos

Equipe Técnica
  • Produção: Kátia Machado
  • Direção: Marcos Bernstein
  • Roteiro: Marcos Bernstein & Melanie Dimantas
  • Montagem: Marcelo Mores
  • Direção de Fotografia: Gustavo Hadba, ABC
  • Música Original: Armand Amar
  • Direção de Arte: Bia Junqueira
  • Produção Executiva: Katia Machado, Elza Cataldo, Samantha Capdeville
  • Figurino: Luciana Buarque Maribel Espinoza
  • Preparação de Elenco: Bruno Costa Valter Lagoa
  • Maquiagem: Auri Mota
  • Som: Gustavo Campos
  • Desenho de Som: Beto Ferraz
  • Mixagem: Armando Torres Junior
  • Finalizador: Juca Diaz
Fechar

ZezéJoão Guilherme Ávila

Menino de quase oito anos, vive com sua família simples, é o quarto de cinco irmãos. Inteligente, precoce e muito sensível, Zezé torna-se um pequeno contador de histórias para driblar as dificuldades vividas.

Minguinho

Um pequeno Pé de Laranja Lima que Zezé encontra no fundo do quintal da nova casa. O menino passa a confidenciar para Minguinho todas as suas aventuras, fantasias e tristezas. Criando com a árvore uma relação terna de amizade.

PortugaJosé de Abreu

Dono do carro mais bonito do bairro, conhecido como “Portuga” e temido por todas as crianças. Acaba se tornando grande amigo de Zezé, para quem ensina e também acaba aprendendo o significado da palavra ternura.

EscritorCaco Ciocler

Jovem escritor que revê seu passado ao publicar um livro que conta uma história vivida em sua infância.

PaiEduardo Dascar

Pai de Zezé, fica desempregado e acaba bebendo além da conta em alguns momentos. Sem capacidade para entender a precocidade do menino, acaba lhe aplicando surras impetuosas.

MãeFernanda Vianna

Para ajudar na despesa familiar passa a trabalhar, ficando sem tempo para cuidar dos filhos e sofre calada com a situação.

TotocaPedro Vale

Irmão acima de Zezé, em alguns momentos é seu amigo e confidente, em outros, entrega as traquinagens que o irmão faz para a família.

LuísLeônidas José

Irmão mais novo de Zezé, seu parceiro nas suas viagens fantasiosas e ouvinte das mil e uma aventuras que o irmão cria. É o irmão que Zezé mais gosta, a ponto de receber um pássaro muito especial de presente.

GlóriaJúlia de Victa

Irmã de Zezé, que mesmo nos seus 15 anos, reconhece que o menino é uma criança especial e com um coração cheio de ternura. Torna-se sua confidente e aliada, escondendo suas peraltices.

JandiraKathia Calil

Irmã mais velha da família. Cuida da casa e dos irmãos menores enquanto sua mãe trabalha. Rígida na educação dos irmãos, não aceita ser contrariada por nenhum deles.

LadislauEduardo Moreira

Dono da confeitaria, amigo do “Portuga” Manuel Valadares, é o único personagem que sabe da relação de amizade entre Zezé e Portuga.

AriovaldoTino Gomes

Cantor independente que corre os bairros da cidade vendendo seus próprios CDs. Encanta-se com Zezé e cria com o menino uma forte amizade e parceria musical para vender seus discos.